Clara luz da noite

Pensamento aos pedaços

Vontades...





A palavra de ordem é Tempo.

 Tempo pra ficar à toa por aí, só admirando a paisagem...
Tempo pra pedalar sem pressa...


Tempo pra ler tudo o que ficou parado...

E um pouquinho de sorte... que não faz mal a ninguém!




Um pouco atrasado com realação ao período... sorry!

A lua de 24 de outubro a 21 de novembro marca o período em que as gramas crescem e se espalham rapidamente para transformar a paisagem. Indica um período do crescimento no ciclo natural que envolve a mudança. A nova vida coloca fortalece as raízes e fixa a estabilidade da terra. É o tempo em que a primavera está agitando a sua expressão com arvores mais resplandecentes, flores e as forças criativas da natureza ficam evidentes em toda parte.

Esta Lua ensina sobre a força de transformar o seu mais íntimo ser, trazendo todas as lições que se tenha aprendido. Ensina sobre a extensão da própria energia, habilidade para criar mudanças, curiosidade, desejo de verdade, adaptabilidade, paciência, tenacidade, ambição, poder e a deixar nossa marca bem penetrante.

Época que desejamos aprender sobre estabilidade, o valor do trabalho árduo, sorte e nossa habilidade de criar e manter um ambiente ordeiro e bonito.


Esta Lua nos ensina sobre perseverança, paciência, estabilidade e praticidade. Devem evitar a teimosia, a indulgência e de conter os sentimentos. A ideia do momento envolve a percepção da defasagem entre o ideal e o real.

Depois de um breve sumiço, estou de volta aqui no blog.

Alguns probleminhas pessoais me tiraram da órbita, mas tentarei voltar a regularidade por aqui.
A vida não tá fácil pra ninguém, mas quanto se trata da família a preocupação aumenta e temos que ajudar. Sem contar o tempo que voa, não apenas passa, e o trânsito, e a chuva e as contas e compromissos que temos que honrar e a vida que temos que continuar.
Bom, é isso aí! De volta para o fim do ano com fé em deus e pé na tabua...
Beijos




Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

Dalai Lama


Tem gente que acredita, tem gente que não, mas a astrologia está aí para ajudar o homem a conhecer a si próprio interpretando a influência dos astros na vida de cada um. A Terra recebe influências do Sol e dos outros planetas do nosso sistema, vibrações essas que se manifestam em tudo ao nosso redor. Eu já fiz. Gosto dessas coisas, mas não deixo que decida minha vida por mim. 

No momento em que nascemos somos impregnados com essa influência, por isso as leituras de mapa astral, para interpretarmos seus significados em nossa vida. 

O mapa astrológico de nascimento indica tendências de caráter, talentos e bloqueios herdados dos ancestrais, mas não o uso que o indivíduo vai fazer disso. Uma pessoa pode ter herdado uma tendência a problemas cardíacos, mas, uma vez que cuide da saúde, poderá não ter o problema. Uma pessoa pode ter herdado talentos artísticos, mas pode usá-los para ser artista plástico, confeiteira de bolo, maquiadora ou falsificador de obras de arte... A finalidade será determinada pela educação recebida e por escolhas feitas sob sua total responsabilidade.

A astrologia também é útil para nos orientar com relação aos ciclos de vida. Mas as chamadas "previsões astrológicas" não são adivinhações. Estão baseadas no movimento de um planeta sobre o mapa astrológico de nascimento da pessoa. Esse movimento é matematicamente previsível. Então, um mapa pode dizer que, por exemplo, durante seis meses a pessoa estará num ciclo de desgastes no ambiente de trabalho ou, pelo contrário, num ciclo de sucesso profissional. Mas o que ela decidirá fazer nesse período é escolha dela. Como o ideograma chinês para crise é o mesmo que para oportunidade, ou seja, limões podem virar uma doce limonada.

Também não é possível saber o tempo de vida de uma pessoa porque isso é algo que depende de múltiplos fatores. Dá pra ver se ela herdou uma tendência à longevidade, mas se não cuidar da saúde, essa tendência não se manifestará.

Uma vez que o mapa astrológico de nascimento indica tendências, ele também é útil para auxiliar na escolha da vocação profissional. Inclusive, é possível verificar se o indivíduo terá mais facilidades ou dificuldades em seu caminho de realização profissional. Mas se terá sucesso ou fracassará, dependerá unicamente de como ele vai gerir sua vida profissional.

Também um mapa astrológico é capaz de indicar bloqueios emocionais ou facilidades no campo afetivo. Mas se a pessoa vai ou não se casar, se será feliz no amor ou não, é impossível de se prever. Relacionamentos são construídos no dia a dia. Assim podemos resumir que a astrologia é uma boa ferramenta para o autoconhecimento e para quem quer compreender melhor os ciclos pelos quais se passa ao longo da vida. Mas não serve para fazer adivinhações.

Diretamente do Yahoo Notícias...

Uma das bandas mais carismáticas do rock americano, o Red Hot Chili Peppers faz show em São Paulo hoje depois de dois anos sem vir ao país. Formada atualmente pelo baixista Flea, o vocalista Anthony Kiedis, o baterista Chad Smith e o guitarrista Josh Klinghoffer, a banda traz na bagagem o show do disco mais recente, I'm With You , lançado em 2011.
Os Red Hot Chili Peppers já venderam mais de 80 milhões de álbuns em todo o mundo e ganharam ao todo 7 prêmios Grammy. O álbum mais vendido da banda é o Californication , lançado em 1999, com mais de 15 milhões de cópias vendidas. Todo esse sucesso culminou na inclusão do grupo no Hall da Fama do Rock, em 2012.
A primeira visita dos Chili Peppers ao Brasil foi em 1993, no extinto festival Hollywood Rock, que acontecia em São Paulo e no Rio de Janeiro. Era a época de Blood Sugar Sex Magic e o guitarrista John Frusciante tinha saído há pouco tempo - quem o substituiu foi Arik Marshall. Nesse show, Flea tocou sozinho uma cover de "The Needle and the Damage Done" de Neil Young e no dia seguinte fez uma participação especial no show do Nirvana , tocando um solo de trompete em "Smells Like Teen Spirit".
Em 1999, eles voltaram para um único espetáculo e, em 2001, participaram do Rock in Rio 3. Na quarta edição do evento, em 2011, também se apresentaram no Rock in Rio 4. O grupo também se apresentou na Arena Anhembi, na capital paulista.
A minha favorita!!!

Red Hot Chili Peppers - Under The Bridge 

Com tantas passagens pelo País, será que ainda vale a pena ver o Red Hot Chili Peppers? Listamos abaixo 10 motivos para não perder a passagem da banda pelo Brasil.

10. A banda de abertura 
Desta vez, o Red Hot Chili Peppers vem acompanhado da banda nova-iorquina Yeah Yeah Yeahs , que também fará algumas apresentações no festival Circuito Banco do Brasil e será a banda de abertura no show de São Paulo. Liderado pela cantora Karen O., contando também com o guitarrista Nick Zinner e o baterista Brian Chase, o Yeah Yeah Yeahs estourou em 2003 com o primeiro discoFever to Tell e seu som classificado como art punk. Em promoção do quarto álbum, Mosquito o Yeah Yeah Yeahs volta ao Brasil, onde se apresentou pela primeira vez em 2006, no hoje extinto TIM Festival.
9. Tem um brasileiro na banda 
Apelidado de "pimenta brasileira" pelos fãs, Mauro Refosco é um percussionista brasileiro radicado nos Estados Unidos que participou das gravações do disco I'm With You e virou músico de apoio da turnê. Assim como Flea, Refosco é membro do supergrupo Atoms for Peace , que também conta com Thom Yorke, do Radiohead. Além disso, Refosco toca no projeto Forro in the Dark .
8. As jams 
Os improvisos se tornaram parte importante dos shows dos Chili Peppers desde a época que o grupo contava com John Frusciante nas seis cordas. Mesmo após sua saída, o guitarrista Josh Klinghoffer segurou bem os momentos mais criativos da banda no palco. Com a participação de Mauro Refosco, as jams acabam ganhando um tempero brasileiro, com a inclusão de instrumentos como berimbau e zabumba.
7. Apesar de tiozões, ainda são feras 
Pode nem parecer, mas o Red Hot Chili Peppers completou este ano 30 anos de existência. Em 13 de fevereiro de 1983, a banda realizou seu primeiro show, no Rhythm Lounge, em Hollywood. Na época, a trupe era formada por Anthony Kieds, Flea, Jack Irons e Hillel Slovak e chamada de Tony Flow And The Miraculously Majestic Masters Of Mayhem. Para garantir a energia na hora do show, os músicos meditam em uma sala especial, decorada com duas árvores naturais. Apesar da preparação zen, a banda ainda faz um show bastante cadenciado, alternando baladas como "Scar Tissue" com explosões suingadas como "Monarchy of Roses" e "By The Way" .
6. Chad Smith 
O baterista do Red Hot Chili Peppers completou 51 anos em outubro, mas a idade não atrapalha seu potente groove. Recentemente, Smith foi reconhecido como um dos mais influentes bateristas de todos os tempos pela MusicRadar. Aproveitando a deixa, no dia 2 de novembro, os mineiros vão poder bater um papo, aprender algumas técnicas e saber um pouco mais da carreira do artista, que dará uma "drum clinic" exclusiva para seus fãs em um shopping em Belo Horizonte. Será a primeira vez que o baterista participa de um evento como esse na América Latina.
5. Josh Klinghoffer 
Josh Klinghoffer teve seu início no Red Hot Chili Peppers de maneira tímida, servindo como músico de apoio durante as turnês de 2007, tocando guitarra, teclado e fazendo alguns backing vocais. Porém, com a saída de Frusciante em 2009, Josh assumiu seu posto e se mostrou como um guitarrista melódico que também sabe encaixar boas doses de barulho em seus solos. Com participações em bandas como Ataxia, Warpaint, Gnarls Barkley, PJ Harvey e Beck no currículo, Klinghoffer se revelou uma escolha certeira para os Chili Peppers. Com a inclusão da banda no Hall da Fama do Rock, em 2012, Klinghoffer tornou-se o artista mais jovem a receber o prêmio, aos 32 anos - passando a frente de ninguém menos que Stevie Wonder, que tinha 38 anos ao ser nomeado.
4. Anthony Kiedis 
Parece que o tempo (quase) não passa para o vocalista do Red Hot Chili Peppers. Com um passado de excessos com drogas como cocaína e heroína quase tão extenso quanto de namoradas (ele já namorou personalidades como Sofia Coppola, Jessica Stam, Sinéad O'Connor, Heidi Klum, Nina Hagen, Yohanna Logan, Jaime Rishar, Jennifer Bruce, Carmen Hawk e Haya Handel), Kiedis completa 51 anos no próximo dia 1 de novembro, ainda desempenhando bem o papel de frontman do grupo. O público feminino com certeza concorda.
3. Flea 
A performance de Flea no palco já é um espetáculo à parte; além das peripécias e demonstrações de carisma nos shows, sua técnica apurada nas quatro cordas fizeram com que os leitores da revista americana Rolling Stone o apontassem como o segundo melhor baixista de todos os tempos, passando a frente de monstros como Cliff Burton (Metallica), Jack Bruce, Jaco Pastorius, John Paul Jones (Led Zeppelin), Les Claypool (Primus) e Paul McCartney - perdendo apenas para John Entwistle (The Who). Responsável por boa parte do groove que conduz o Red Hot Chili Peppers através dos seus quase 30 anos de carreira, curiosamente o primeiro instrumento que Flea tocou não foi o baixo: suas primeiras investidas como músico foram com um trompete, pois ele achava que rock era para "otários". Porém, na época da escola, o amigo (e primeiro guitarrista dos Chili Peppers) Hillel Slovak o ensinou a tocar baixo.
 2. Sim, o show (sempre) vale a pena 
Na edição de agosto de 2013 da revista americana Rolling Stone, a reportagem de capa trouxe o resultado da votação sobre os 50 principais shows ao vivo da música de todos os tempos. O Red Hot Chili Peppers apareceu na posição de número 21, eleito por críticos, escritores, músicos, donos de clubes e vários outros profissionais do mundo da música.
1. Os clássicos "Give It Away" e "Under The Bridge" 
Se até aqui você ainda não se convenceu de quanto vale o show, chegou a hora de apelar: considere os clássicos. Se existe uma frase de guitarra, uma batida de bateria e linhas de baixo que traduzem exatamente como uma banda é, estes elementos estão em "Give It Away" , o primeiro grande hit do Red Hot Chili Peppers. Ao vivo, o ritmo frenético da canção sempre conta com momentos de catarse de Flea, pulando de um lado para o outro enquanto espanca seu instrumento. Em contraponto à agitação, "Under The Bridge" traz à tona o momento mais introspectivo de Anthony Kiedis no palco, com uma letra sobre seu vício em heroína e autoisolamento.

E porque é demais eu vou!!!

Alexandre Cabanel - O Aniversário de Vênus


Ocorrido anteriormente em: janeiro/2013. De hoje até 24 de novembro.
Entre os dias 07, hoje, e 24 de novembro, você estará vivendo o seu aniversário de Vênus! Trata-se de um momento especial, em que o planeta Vênus completa um ciclo evolutivo em torno do Sol. A qualidade deste momento envolve você se perceber mais atraente, como se irradiasse mais beleza. Este também é um momento de renovação da sua vida afetiva, em que você repensará suas prioridades e seus valores no que tange às suas relações. O momento também é propício para cuidar do visual, fazer coisas que lhe dão prazer. O aniversário de Vênus é uma fase em que percebemos que merecemos prazer em nossas vidas. Usufrua!

"Dom, criatividade, sabedoria, curiosidade... Todas estas são características dos milhões de inventores, conhecidos ou não que, com senso aguçado e vontade de transpor os limites, desenvolvem novos produtos, tecnologias e sistemas que acabam transformando a vida de todas as pessoas".

(ANI - Associação Nacional dos Inventores)




O homem é capaz de transformar elementos naturais em instrumentos para dominar a natureza. Ele se tornou apto a enfrentar maiores e mais fortes, valendo-se de pedaços de pau ou pedra como arma. Pôde viver em regiões de climas rigorosos, agasalhando-se com peles de animais, e dominar o fogo. Passou a ter tempo livre para aperfeiçoar as próprias invenções. A descoberta da corda facilitou a obtenção de alimentos sem correr risco de vida. Em seguida, em vez de coletar o alimento, passou a produzi-lo e armazená-lo. A técnica de fabricação de objetos de metal resultou em profundas modificações na vida do homem. O desenvolvimento das máquinas agrícolas acentuou a diferenciação das tarefas dentro do grupo social.

Na segunda metade do século XVIII, as invenções atingiram o máximo, com a Revolução Industrial. Em 1780, James Watt inventou a máquina a vapor, que passou a substituir o trabalho de muitos homens. A Revolução Industrial alterou o caráter da invenção: o inventor, hoje, é geralmente um cientista profissional, contratado por empresas interessadas no aproveitamento de suas pesquisas. A geração da energia elétrica, conseguida após descobertas e invenções, teve como consequência um grande incremento na produção em geral. 

Contudo, as invenções importantes aparecem, em geral, quando há, de um lado, uma necessidade social voltada num certo sentido e, de outro, um acúmulo de conhecimentos técnicos e científicos, sobre os quais possa haver um avanço. A união, inventor e indústria vêm se firmando cada vez mais, pois a indústria precisa de novos processos para se desenvolver e o inventor necessita de meios financeiros para prosseguir em suas pesquisas. As grandes invenções ocorridas desde a Revolução Industrial transformaram-se em produtos que, por sua vez, proporcionaram a instalação de grandes complexos industriais modernos. Mas houve uma coisa que o homem ainda não conseguiu inventar e que lhe faria muito jeito: a maneira de convencer quem decide sua maneira de amar ou de aceitar o mundo.  (CEDI Câmara dos Deputados. Universidade Federal de Goiás.)

Hoje é Dia do Inventor e o que eu queria mesmo era postar um vídeo gracinha que encontrei. Não consegui compartilhar o tal vídeo, então acesse pelo link "L'inventeur"

Para ver o site original é só chegar aqui: Jean-François Martin: "O Inventor".


Em comemoração – oi? -ao dia de finados, aqui no Brasil, ou Dia de los Muertos como é chamado no México é celebrada hoje dia 2 de novembro. É de origem indígena em honra aos defuntos.
Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade.
As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os Astecas, Maias, Purépechas, Náuatles e Totonacas praticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrá-los durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento.
O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a Dama da Morte, atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada - e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos.

É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças são as caveirinhas de açúcar.
Bueno día de los muertos!!!

Ter gato é assim...




  


O Ás de Paus como arcano de aconselhamento para este momento de sua vida vem sugerir a necessidade de se atirar nas coisas com mais entusiasmo, sem medos, imprimindo tesão em tudo o que se faz. Você dispõe de imenso potencial criativo e está num momento excepcional para fazer valer as ideias que saltarão de sua mente e coração. Cuidado apenas para, no entusiasmo, não terminar queimando as pessoas ao seu redor. Temos, muitas vezes, ideias brilhantes e vemos as coisas de uma maneira que ninguém mais vê. Ficamos irritados quando os outros não acompanham a perfeição de nossa visão ou a clareza que tivemos a respeito de um projeto ou ideias. E é aí que mora o perigo, de nada adianta você ter uma ótima ideia, se não souber ter paciência para explicá-la.

Conselho: Atire-se! Mas tome cuidado para não ferir ninguém
!


Todo 1º dia de cada mês, os gregos desejam “Kalo Mina” uns aos outros, que 

significa “tenha um bom mês”, como parte da Filoxenia, filosofia grega de 

hospitalidade e amor com as pessoas.




Evite acidentes, faça tudo de propósito!

É ao mesmo tempo fascinante e amoral. Celebra a vida!


Essa que vos fala

Minha foto
Existe aqui uma mulher Uma bruxa, uma princesa Uma diva, que beleza! Escolha o que quiser Mas ande logo Vá depressa Nem se atreva A pensar muito O meu universo Ainda despreza Quem não sabe O que quer...

Atalho do Facebook

Sejam bem vindos!!!

"Já aviso, aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos".
Vanessa Leonardi

Um lema

"Não me pergunte quem sou e não me peça para permanecer o mesmo".

Michel Foucault


Porque?

Pra pensar, pra desabafar, pra gritar pro mundo...
Pra compartilhar, pra chorar e pra rir de tudo!!!

tá procurando o quê?

"Apenas viver não é o suficiente, disse a borboleta, É preciso ter sol, liberdade e uma pequena flor!"

Total de visualizações de página

Postagens populares

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Páginas

Labels