Clara luz da noite

Pensamento aos pedaços

Fico pensando sobre o porque de tantos acontecimentos inesperados quando chegamos no término do ano.
Será que são surpresas mesmo e nem sempre boas.. ou apenas a ansiedade pelas festas, férias, prazos, grana...
Discorri sobre os fatos dos últimos dias e através de um pensamento desabafo a respeito de grana, se sobraria ou faltaria, tive quase um deja vu, não o sentido real da palavra, apenas a lembrança de já ter pensado e dito isso em outros finais de ano!
Não estou fazendo uma reclamação, até porque já fiz muitos e não me resolveram nada, mas fica a dúvida: fatos estranhos esperam o fim do ano para se rebelarem? está o universo de saco cheio da mesmice e por isso aprontam conosco ou o que será?

Impressões e sentimentos consequentes...


No passado só há fantasmas de uma vida que não foi.
                                                                 Srta. R.


"e ali logo em frente a esperar pela gente o futuro está"
                                             Toquinho / Vinicius de Moraes

"... para aproveitar a vida, o que importa é a alegria, muito mais do que a felicidade."


"Ser alegre (muito melhor do que ser feliz) é gostar de viver mesmo quando a vida nos castiga "

Agora no tarô. Notem que a carta O Mundo é representado por uma mulher em seu centro!




O MUNDO 


O último arcano maior do tarô simboliza o fim de um ciclo. Aqui não existe conflito, mas a sensação de realização e de lição aprendida.



CONSELHO PARA A VIDA | Você atingiu sua meta e se sente capaz para tomar as decisões que considera corretas. Siga em frente em suas percepções. Se precisar mudar algo, isso será feito sem sofrimento.

CONSELHO PROFISSIONAL | Esta é uma fase favorável para finalizar pendências e concluir projetos. Tudo dará certo. O friozinho na barriga e o vacilo diante de alguma decisão não devem comprometer seu estado de espírito neste momento.

CONSELHO PARA O AMOR | Você está em uma ótima fase: em harmonia com você e com o outro. Está feliz com o parceiro? Aproveite porque o período será duradouro. Deseja terminar? Confie em você. Novas conquistas surgirão em breve.

Divagando sobre a vida, o futuro, 2011 e querendo mudanças me peguei pensando no trabalho ao mesmo tempo que lia a Bons Fluidos online e assim do nada como que aparecesse de repente em minha tela o Baralho Wicca, resolvi tentar a sorte. Eis a carta que me deu o resultado!!!





Venerada há milênios por sua capacidade de gerar e viabilizar a vida, a água é símbolo de purificação e limpeza. Ela revela que você tem os recursos necessários para melhorar a situação do momento e em breve receberá uma bênção, provavelmente na forma de notícias positivas. A carta também avisa ser uma boa época para a limpeza energética em si mesma e recarregar as baterias, pois talvez você esteja desvitalizada devido ao excesso de compromissos.



Isso me lembra a esperança, que embora digam que "é a última que morre", também consta na literatura que é o mais sórdido dos sentimentos!!!
Gostaria que a vida pudesse ser resolvida mais objetivamente de vez em quando. Promessas, esperas ou qualquer outro sentimento manso são para questões mais abstratas como por exemplo a 'paz mundial', mas para escolher o próprio rumo gostaria de resolver, ou mesmo achar que o estaria fazendo, ao invés de esperar por algo que não depende de mim.... Não gostaria de me tornar uma nômade inveterada, apesar de as possibilidades me levarem a crer que tal situação possa se tornar real, contudo minha paciência e o receio de trocar o certo, ou talvez nem tão certo assim, pelo duvidoso me deixem estagnada algumas vezes. Incomodada, a definição do dicionário diz: descontende, desgostosa. Para mim, sintoma decorrente da ignorância ou ansiedade. Sei que mudanças estão por vir em breve e por tal razão fico me sacaneando petrificando em um estado de prostração que me irritam, ainda mais quando a cabeça fervilha de idéias e vontades ou metas, seja lá qual for o nome! É bom escrever, clarear tais idéias, quase sempre levam a uma conclusão!

Acabei de ler o livro Férias! de Marian   Keyes e esse é meu sentimento de agora...




Waiting In Vain
Composição: Bob Marley
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
From the very first time I blessed my eyes on you girl
My heart says follow throughut
But I know now that I'm way down on your line
But the waiting feel is fine
So don't treat me like a puppet on a string
'Cause I know how to do my thing
Don't talk to me as if you think I'm dumb
I wanna know when you're gonna come
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
(I don't wanna wait in vain for your love)
'Cause summer is here
I'm still waiting there
Winter is here
And I'm still waiting there
Like I said
It's been three years since
I'm knocking on your door
And I still can knock some more
Huu girl, Huu girl
Is it reasonable I wanna know now
For I to knock some more
You see in life I know there's lots of grief
But your love is my relief
Tears in my eyes burn
Tears in my eyes burn
While I'm waiting
While I'm waiting
For my turn see
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
I don't wanna wait in vain for your love
(I don't wanna wait in vain for your love)
I don't wanna, I don't wanna, I don't wanna,
I don't wanna, I don't wanna wait in vain
I don't wanna, I don't wanna, I don't wanna,
I don't wanna, I don't wanna wait in vain
I don't wanna, I don't wanna, I don't wanna,
I don't wanna, I don't wanna wait in vain
I don't wanna, I don't wanna, I don't wanna,
I don't wanna, I don't wanna wait in vain
(It's your love that I'm waiting on)
(It's my love that you're running from)
(It's your love that I'm waiting on)
(It's my love that you're running from)

Nessa sexta-feira, depois de uma semana de correria, três dias para fazer o trabalho da semana inteira, nada como um chai e um mantra pra relaxar. E bom fim de semana!
Namatê!


“Diz a lenda que o Senhor, após criar o homem e não tendo nada sólido para construir a Mulher, tomou um punhado de ingredientes delicados e contraditórios, tais como timidez e ousadia, ciúme e ternura, paixão e ódio, paciência e ansiedade,alegria e tristeza e assim fez a Mulher e a entregou ao homem como sua companheira. Após uma semana, o homem voltou e disse: - Senhor, a criatura que você me deu faz a minha vida infeliz. Ela fala sem cessar e me atormenta de tal maneira que nem tenho tempo para descansar. Ela insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro… e assim as minhas horas são desperdiçadas. Ela chora por qualquer motivo e fica facilmente emburrada e, às vezes, muito tempo ociosa. Vim devolvê-la porque não posso viver com ela. Depois de uma semana o homem voltou ao Criador e disse: - Senhor, minha vida é tão vazia desde que eu trouxe aquela criatura de volta! Eu sempre penso nela, em como ela dançava, cantava, como era graciosa, como me olhava, como conversava comigo e como se chegava a mim. Ela era agradável de se ver e de acariciar. Eu gostava de ouvi-la rir. Por favor, me dê ela de volta. - Está bem, disse o Criador. E a devolveu. Mas, três dias depois, o homem voltou e disse: - Senhor, eu não sei. Eu não consigo explicar mas, depois de toda esta minha experiência com esta criatura, cheguei à conclusão que ela me causa mais problemas do que prazer. Peço-lhe, tomá-la de novo! Não consigo viver com ela! O Criador respondeu: - Mas também não sabe viver sem ela. E virou as costas para o homem e continuou seu trabalho. O homem desesperado disse: -Como é que eu vou fazer? Não consigo viver com ela e não consigo viver sem ela. E arremata o Criador: - Achei que, com as tentativas, você já tivesse descoberto. Amor é um sentimento a ser aprendido. É tensão e satisfação. É desejo e hostilidade. É alegria e dor. Um não existe sem o outro. A felicidade é apenas uma parte integrante do amor. Isto é o que deve ser aprendido. O sofrimento também pertence ao amor. Este é o grande mistério do amor, a sua própria beleza e o seu próprio fardo. Em todo o esforço que se realiza para o aprendizado do amor é preciso considerar sempre a doação e o sacrifício ao lado da satisfação e da alegria. A pessoa terá sempre que abdicar de alguma coisa para possuir ou ganhar uma outra coisa. Terá que desembolsar algo para obter um bem maior e melhor para sua felicidade. É como plantar uma árvore frente a uma janela… Ganha sombra, mas perde uma parte da paisagem. Troca o silêncio pelo gorgeio da passarada ao amanhecer. É preciso considerar tudo isto quando nos dispomos a enfrentar o aprendizado do AMOR.” (Lenda narrada pelo escritor amaricano Walter Trobisch,em seu livro “Amor, sentimento a ser aprendido”)

Namastê!

Como me interesso por quase tudo que é diferente ou incomum sob meu olhar, e aí cabe cultura, arte, culinária e afins soube de um festival indiano que acontecerá em São Paulo no Teatro Gazeta no próximo dia 10. Estou aguçada para ir mas bem, como é no meio da semana não será possível. Fica para os paulistanos...



Diwali
Festival das Luzes para Lakshmi

O Diwali é o mais importante festival indiano. Nesse dia, todos saem às ruas, afim de comemorar com fogos, dança, música, cores e muitas luzes a vitória do bem sobre o mal, em uma impressionante festa para a deusa da abundância e prosperidade, Lakshmi.

Parte da renda do espetáculo, será destinada a ONG Gotas de Flor com Amor.


O Diwali (também transcrito do Deepavali ou Deepawali) é uma festa religiosa do hinduísmo, conhecida também como o festival das luzes. Durante o Diwali, as pessoas usam suas roupas festivas, se perfumam, limpam suas casas e a ilunimam toda para receber a deusa Lakshimi que traz prosperidade para o mundo. Este festival celebra e simboliza a destruição das forças do mal. Diwali na história narrada no Ramayana, sendo esta a data em que Rama e Sita retornam a Ayodhya. Ela havia sido seqüestrada pelo demônio Ravana e Rama a resgata com a ajuda de Hanuman e Lakshmana, seu irmão. Como Rama e Sita (reencarnações de Vishnu e Lakshmi) fazem o caminho de volta à noite sem a luz da Lua (que está em sua fase Nova), os habitantes acendem milhares de lamparinas para marcar o caminho – daí a referência. Por acaso (ou não), neste shabat também tem o início o mês judaico de Kislev, também conhecido como “mês das luzes” por causa da celebração de Chanucá. Diwali e Chanucá - cada qual a seu modo – são dias em que se exalta a vitória da Luz sobre a escuridão. Diwali também marca o início de um ano novo, 05/11/2010.


O espetáculo é dedicado a deusa Lakshmi que é a deusa da fortuna, fonte de toda a fartura, beleza e saúde neste universo. Ela é a esposa de Vishnu – o sustentador do Universo, Lakshmi é o principal símbolo da potência feminina e pode ser reconhecida por sua eterna juventude e formosura.
Ela sempre pode ser vista sentada sobre uma flor de lótus ou portando em mãos flores de lótus e um cântaro que jorra moedas de ouro. As lendas dizem que ela surgiu de uma colossal tarefa cósmica entre os principais líderes do bem e do mal, e quando ela apareceu, todas as grandes personalidades presentes perderam a compostura, devido a sua enorme refulgência atrativa e ofereceram tudo que tinham de melhor para tentar conquista-la. No entanto, Lakshmi examinou minuciosamente cada um deles e não pode encontrar nenhum naturalmente dotado com todas as boas qualidades. Assim, como ninguém era internamente desprovido de imperfeições, ela preferiu Vishnu como seu esposo, que está além da matéria, e portanto livre de defeitos.
Geralmente , atribui-se a Lakshimi o símbolo da Suástica, que representa vitória e sucesso. Representa a riqueza, beleza ou fartura.
Que se faça a luz!
Namastê!

Hoje minha indicação de leitura para o Blog O que elas estão lendo foi publicada!!! Sugeri um livro lindo que li que falo um pouquinho aqui pra vocês!


Irmã do meu coração é um dos melhores livros que já li. O livro provoca o encantamento na suavidade das palavras e do contexto indiano que a autora se utiliza para contruir a história de Sudha e Anju, as irmãs/primas protagonistas da história. A cumplicidade sem fim entre elas é de uma delicadeza transcendente. Dotadas de personalidades distintas e de temperamentos contrários, porém de um amor incomensurável e uma união que nem mesmo o ciúmes e os trágicos acontecimentos envoltos a vida de cada uma foram capazes de destruir. O livro inspira doação, sentimento de fraternidade, amor, e acima de tudo, sentimento de respeito entre duas pessoas que se conhecem na profundidade da alma, fazendo-as mais do que meras amigas, ou primas, mas irmãs de coração. Um livro tão intenso que faz sofrer e sorrir com as agruras e vitórias das irmãs de Calcutá.

Evite acidentes, faça tudo de propósito!

É ao mesmo tempo fascinante e amoral. Celebra a vida!


Essa que vos fala

Minha foto
Existe aqui uma mulher Uma bruxa, uma princesa Uma diva, que beleza! Escolha o que quiser Mas ande logo Vá depressa Nem se atreva A pensar muito O meu universo Ainda despreza Quem não sabe O que quer...

Atalho do Facebook

Sejam bem vindos!!!

"Já aviso, aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos".
Vanessa Leonardi

Um lema

"Não me pergunte quem sou e não me peça para permanecer o mesmo".

Michel Foucault


Porque?

Pra pensar, pra desabafar, pra gritar pro mundo...
Pra compartilhar, pra chorar e pra rir de tudo!!!

tá procurando o quê?

"Apenas viver não é o suficiente, disse a borboleta, É preciso ter sol, liberdade e uma pequena flor!"

Total de visualizações de página

Postagens populares

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Páginas

Labels