Clara luz da noite

Pensamento aos pedaços

Como me interesso por quase tudo que é diferente ou incomum sob meu olhar, e aí cabe cultura, arte, culinária e afins soube de um festival indiano que acontecerá em São Paulo no Teatro Gazeta no próximo dia 10. Estou aguçada para ir mas bem, como é no meio da semana não será possível. Fica para os paulistanos...



Diwali
Festival das Luzes para Lakshmi

O Diwali é o mais importante festival indiano. Nesse dia, todos saem às ruas, afim de comemorar com fogos, dança, música, cores e muitas luzes a vitória do bem sobre o mal, em uma impressionante festa para a deusa da abundância e prosperidade, Lakshmi.

Parte da renda do espetáculo, será destinada a ONG Gotas de Flor com Amor.


O Diwali (também transcrito do Deepavali ou Deepawali) é uma festa religiosa do hinduísmo, conhecida também como o festival das luzes. Durante o Diwali, as pessoas usam suas roupas festivas, se perfumam, limpam suas casas e a ilunimam toda para receber a deusa Lakshimi que traz prosperidade para o mundo. Este festival celebra e simboliza a destruição das forças do mal. Diwali na história narrada no Ramayana, sendo esta a data em que Rama e Sita retornam a Ayodhya. Ela havia sido seqüestrada pelo demônio Ravana e Rama a resgata com a ajuda de Hanuman e Lakshmana, seu irmão. Como Rama e Sita (reencarnações de Vishnu e Lakshmi) fazem o caminho de volta à noite sem a luz da Lua (que está em sua fase Nova), os habitantes acendem milhares de lamparinas para marcar o caminho – daí a referência. Por acaso (ou não), neste shabat também tem o início o mês judaico de Kislev, também conhecido como “mês das luzes” por causa da celebração de Chanucá. Diwali e Chanucá - cada qual a seu modo – são dias em que se exalta a vitória da Luz sobre a escuridão. Diwali também marca o início de um ano novo, 05/11/2010.


O espetáculo é dedicado a deusa Lakshmi que é a deusa da fortuna, fonte de toda a fartura, beleza e saúde neste universo. Ela é a esposa de Vishnu – o sustentador do Universo, Lakshmi é o principal símbolo da potência feminina e pode ser reconhecida por sua eterna juventude e formosura.
Ela sempre pode ser vista sentada sobre uma flor de lótus ou portando em mãos flores de lótus e um cântaro que jorra moedas de ouro. As lendas dizem que ela surgiu de uma colossal tarefa cósmica entre os principais líderes do bem e do mal, e quando ela apareceu, todas as grandes personalidades presentes perderam a compostura, devido a sua enorme refulgência atrativa e ofereceram tudo que tinham de melhor para tentar conquista-la. No entanto, Lakshmi examinou minuciosamente cada um deles e não pode encontrar nenhum naturalmente dotado com todas as boas qualidades. Assim, como ninguém era internamente desprovido de imperfeições, ela preferiu Vishnu como seu esposo, que está além da matéria, e portanto livre de defeitos.
Geralmente , atribui-se a Lakshimi o símbolo da Suástica, que representa vitória e sucesso. Representa a riqueza, beleza ou fartura.
Que se faça a luz!
Namastê!

0 comentários:

Postar um comentário

Bem vindo! Deixe seu comentário aqui.

Evite acidentes, faça tudo de propósito!

É ao mesmo tempo fascinante e amoral. Celebra a vida!


Essa que vos fala

Minha foto
Existe aqui uma mulher Uma bruxa, uma princesa Uma diva, que beleza! Escolha o que quiser Mas ande logo Vá depressa Nem se atreva A pensar muito O meu universo Ainda despreza Quem não sabe O que quer...

Atalho do Facebook

Sejam bem vindos!!!

"Já aviso, aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos".
Vanessa Leonardi

Um lema

"Não me pergunte quem sou e não me peça para permanecer o mesmo".

Michel Foucault


Porque?

Pra pensar, pra desabafar, pra gritar pro mundo...
Pra compartilhar, pra chorar e pra rir de tudo!!!

tá procurando o quê?

"Apenas viver não é o suficiente, disse a borboleta, É preciso ter sol, liberdade e uma pequena flor!"

Total de visualizações de página

Postagens populares

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Páginas

Labels